Eu vivo cada verso... Do avesso particular que cada um possui.
(Sirlei L. Passolongo)

Feche os olhos!




Imagine diante de você
a mais exuberante das rosas
depois, erga as mãos
toque-a...

Deus tem contigo
a mesma delicadeza
com que cultiva as flores...
(Sirlei L. Passolongo)

12/11/2009

Deixa-me te amar assim


Deixa-me te amar assim


Deixa-me te amar assim
Não quero muito
Além da parte de mim
Que tomou posse...
E se te pareço tola
Talvez se engane:
Mas é certo que vivo
Na tênue distância
Do amor e a loucura
E se te amar é um erro
Quero errar mil vezes
Até que me devolva
A parte de mim
Que tomou posse...
Ou enfim,
Se entregue a esse amor
E me complete...
Como um poema
Que baila a cada estrofe.


(Sirlei L. Passolongo)

5 comentários:

  1. Muito lindo, Sirlei. Parabéns! Beijos deste admirador,Balzac.

    ResponderExcluir
  2. Sirlei querida!
    Todos seus poemas são delicados, suaves e sensíveis, e com profundidade de uma mulher forte e meiga.
    Parabéns eu sou sua fã!!
    Bjssss

    ResponderExcluir
  3. Tua poesia, como sempre encantadora.
    Faz bem pra alma.
    Tá lindo seu blog.
    Beijos ternurentos, Sirlei.

    Clau Assi

    ResponderExcluir
  4. [b]parabéns querida.mto/lindo bjsssssss

    ResponderExcluir