Eu vivo cada verso... Do avesso particular que cada um possui.
(Sirlei L. Passolongo)

Feche os olhos!




Imagine diante de você
a mais exuberante das rosas
depois, erga as mãos
toque-a...

Deus tem contigo
a mesma delicadeza
com que cultiva as flores...
(Sirlei L. Passolongo)

20/11/2009

Que amor é este?



  

Que amor é este?

Um misto
de dor
e riso
um pranto
que no peito
agonizo...

Que amor é este?

Um licor
agridoce,
veneno que mata
aos poucos...

 Um verso
Inacabado
que não se fez
verbo...

Mas se fez
substantivo
abstrato
e gravou
um sonho
em mim...
Um sonho
que eu vivo.


(Sirlei L. Passolongo)

3 comentários:

  1. Você sempre consegue fascinar-me com a qualidade das poesias, seu talento, sua verve poética. Bj

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelas palavras. Querida iluminada.
    Beijo doce.

    ResponderExcluir